Bem Vindo ao Super Web

Para poder ter acesso e participar por completo do fórum
Você precisa se cadastrar

Atenciosamente
Administração

Mudamos de Endereço! Visite agora mesmo
a nossa nova página na web:


www.interativo.forumeiros.net

    Internautas usam nomes de famosos para espalhar boatos no Twitter

    Compartilhe
    avatar
    ~Lucas~
    Administrador
    Administrador

    Sexo : Masculino
    Mensagens : 850
    Pontos : 1960
    Reputação : 13
    Data de nascimento : 11/07/1995
    Localização : Super Web
    Emprego/lazer : Estudante, Designer
    Humor : Normal
    Idade : 22
    Data de inscrição : 19/07/2009
    Mozilla 3

    Internautas usam nomes de famosos para espalhar boatos no Twitter

    Mensagem por ~Lucas~ em Sex Jul 24, 2009 10:53 am

    VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO
    da Folha de S.Paulo

    A informação de que a apresentadora Sonia Abrão havia deixado a RedeTV! pela Record correu mais do que má notícia. Sem checar, sites de celebridades reproduziram a mentira que estava num perfil falso no Twitter, o blog de mensagens curtas que se tornou um dos sites de relacionamento mais populares da internet.

    A situação criou uma saia justa, e tanto RedeTV! quanto apresentadora tiveram de desmentir a negociação.
    "Esse tipo de coisa causa confusão. Estou pensando em sair do Twitter", diz Sônia Abrão, que afirma ter identificado outros 14 endereços eletrônicos falsos relacionados ao seu nome, um deles com conteúdo erótico.



    Após um imbróglio com um falsário, Marcelo Tas, âncora do "CQC", da Band, foi um dos primeiros no Brasil a receber, há 15 dias, o selo de autenticidade do Twitter.

    O pretenso Tas usou uma manha gráfica para induzir os internautas a erro: trocou o "l" de Marcelo por um "i" maiúsculo. "Ele começou a oferecer ingressos para o "CQC", emitia opiniões e fazia bagunça com o meu nome. Falei que era crime e dei um prazo de 24 horas para ele terminar com a história. E imediatamente procurei o Twitter", diz Tas.

    O apresentador Luciano Huck também teve um contratempo. Antes dele, um falsário registrou o domínio com seu nome -e agora só lhe resta o twitter.com/huckluciano, na ordem indireta.

    "É uma sensação de invasão absoluta de privacidade. Vivo do que penso e falo. É uma violência alguém pensando e falando por você."

    Informado por dois amigos sobre o perfil falso no Twitter na segunda, o publicitário Washington Olivetto também diz já estar acostumado a fraudes na internet.

    Segundo a advogada Patrícia Peck, especialista em direito digital, os casos mais comuns no Twitter são de uso indevido de marca --o que gera confusão nos consumidores e desvio de clientela-- e a venda, mediante extorsão de dinheiro, de domínios registrados por falsários. As duas situações, diz Peck, configuram crime.

      Data/hora atual: Seg Nov 20, 2017 1:56 pm