Bem Vindo ao Super Web

Para poder ter acesso e participar por completo do fórum
Você precisa se cadastrar

Atenciosamente
Administração

Mudamos de Endereço! Visite agora mesmo
a nossa nova página na web:


www.interativo.forumeiros.net

    Um homem concorre com quatro mulheres em Nisa

    Compartilhe

    MarianaMartins
    Moderador
    Moderador

    Sexo : Feminino
    Mensagens : 565
    Pontos : 1029
    Reputação : 18
    Data de nascimento : 02/04/1995
    Idade : 22
    Data de inscrição : 13/08/2009
    Mozilla 3

    Um homem concorre com quatro mulheres em Nisa

    Mensagem por MarianaMartins em Seg Ago 31, 2009 8:18 am

    A luta política nas autárquicas de Outubro para o
    município de Nisa (Portalegre), vai escreve-se sobretudo no feminino,
    com quatro mulheres candidatas a "digladiarem-se" e apenas um homem na
    corrida eleitoral.


    Uma situação que não é muito habitual no panorama autárquico
    nacional e que a actual presidente e candidata à Câmara de Nisa,
    Gabriela Tsukamoto, considera um pouco "machista", embora os restantes
    candidatos encarem com normalidade.
    Em declarações à agência Lusa, a autarca Gabriela Tsukamoto é a
    única candidata que considera que em redor de todo este processo existe
    uma certa dose de "machismo" e que não se trata de "pura coincidência".

    “Não é uma coincidência, penso que existe uma dose de machismo à
    mistura. Como sou a única mulher presidente de câmara na região, penso
    que este factor pesou em redor desta situação”, observou.
    Gabriela Tsukamoto, a cumprir o segundo mandato, eleita pela CDU,
    frisou ainda que há quatro anos tinha “mais mulheres” nas suas listas,
    mas a Lei da Paridade veio retirar essa “mais valia”. No entanto, a
    autarca comunista apresenta também uma mulher como cabeça de lista à
    assembleia municipal.

    Contactadas pela Lusa, Fernanda Policarpo, Madalena Morais e Idalina
    Trindade, as restantes candidatas à Câmara de Nisa pelo PSD, BE e PS,
    respectivamente, todas consideraram que o facto de surgirem quatro
    candidaturas encabeçadas por mulheres é “pura coincidência”.
    A candidata social-democrata diz encarar o acto eleitoral como se
    fosse “concorrer no meio de homens”, ao passo que a candidata do BE não
    esconde que este panorama político traz para si uma “motivação
    acrescida”.

    Por seu turno, a candidata do PS, considera que o facto de estarem
    quatro mulheres a disputar a autarquia “não traz” à sua candidatura
    “mais empenho”, nem sequer encontra motivos para que a campanha
    eleitoral venha a ser mais “estimulante”.
    No meio destas candidaturas no feminino, surge Manuel Batista, o
    candidato do CDS-PP ao município local. “Sou um homem entre as
    mulheres. A luta política vai ser de igual para igual, pois eu dou
    conta delas”, declarou à Lusa.
    Para as quatro candidatas, o facto de uma mulher conduzir os
    destinos de uma autarquia é sinónimo de uma maior responsabilidade,
    maior sensibilidade para com as causas sociais, mas também acarreta
    algumas desvantagens, como por exemplo, na gestão da vida familiar.


    _________________



    Qualquer questão ou dúvida que tenhas sobre o fórum manda PM e responderei-te (;




    Adiciona o grupo do SuperWeb: group180277@groupsim.com

    (x

      Data/hora atual: Sab Jul 22, 2017 1:40 am