Bem Vindo ao Super Web

Para poder ter acesso e participar por completo do fórum
Você precisa se cadastrar

Atenciosamente
Administração

Mudamos de Endereço! Visite agora mesmo
a nossa nova página na web:


www.interativo.forumeiros.net

    Molécula da vida encontrada pela primeira vez em cometa

    Compartilhe
    avatar
    kolseuvis
    Administrador
    Administrador

    Sexo : Masculino
    Mensagens : 625
    Pontos : 897
    Reputação : 2
    Data de nascimento : 04/02/1992
    Localização : Brasil
    Emprego/lazer : Estudante
    Humor : Sempre que conectado, feliz !
    Idade : 25
    Data de inscrição : 13/08/2009
    Mozilla 3

    Molécula da vida encontrada pela primeira vez em cometa

    Mensagem por kolseuvis em Ter Ago 18, 2009 6:26 pm





    Depois
    dos asteróides, é a vez de se descobrir moléculas da vida em cometas. A
    glicina, um dos 20 aminoácidos conhecidos – que juntos fabricam
    milhares de proteínas diferentes em todos os seres vivos –, foi
    recolhida pela sonda espacial Stardust da NASA, a partir da cauda do
    cometa Wild 2.

    “A nossa descoberta dá força à teoria de que
    alguns dos ingredientes da vida se formaram no espaço e chegaram à
    Terra há muito tempo, através de impactos de meteoritos e cometas”,
    disse Jamie Elsila, do Goddard Space Flight Center da NASA, que fica em
    Greenblet, em Maryland. A investigadora é a primeira autora do artigo
    que descreve a descoberta, e que será publicado na revista "Meteoritics
    and Planetary Science".
    A sonda da NASA passou a 2 de Janeiro de
    2004 pela região de poeira e gás que rodeia o núcleo gelado do Wild 2.
    Alguma da poeira ficou retida numa grelha de aerogel, constituída por
    um material que é 99 por cento espaço vazio. A grelha ficou numa
    cápsula que saiu da sonda e aterrou na Terra dois anos depois.

    Os
    cientistas tiveram que se certificar de que a glicina foi mesmo
    fabricada no espaço. Para isso mediram a quantidade de carbono 13, uma
    variação do carbono que existe em maior quantidade no espaço e também
    em maior quantidade na glicina.

    “A descoberta de glicina num
    cometa suporta a ideia de que os tijolos fundamentais da vida
    prevalecem no espaço, e reforça o argumento de que a vida no universo
    pode ser mais comum do que rara”, disse Carl Pilcher, director do
    Instituto de Astrobiologia da NASA.


      Data/hora atual: Qua Set 20, 2017 3:13 pm