Bem Vindo ao Super Web

Para poder ter acesso e participar por completo do fórum
Você precisa se cadastrar

Atenciosamente
Administração

Mudamos de Endereço! Visite agora mesmo
a nossa nova página na web:


www.interativo.forumeiros.net

    Tecnologia ajuda combate ao crime no Rio

    Compartilhe
    avatar
    ~Lucas~
    Administrador
    Administrador

    Sexo : Masculino
    Mensagens : 850
    Pontos : 1960
    Reputação : 13
    Data de nascimento : 11/07/1995
    Localização : Super Web
    Emprego/lazer : Estudante, Designer
    Humor : Normal
    Idade : 22
    Data de inscrição : 19/07/2009
    Mozilla 3

    Tecnologia ajuda combate ao crime no Rio

    Mensagem por ~Lucas~ em Qui Jul 30, 2009 10:33 am

    Tecnologia ajuda combate ao crime no Rio

    DENISE MENCHEN
    da Folha de S.Paulo, no Rio

    Com cerca de 700 computadores à espera de perícia, o ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, inaugurou ontem um laboratório de computação que promete agilizar a análise de equipamentos apreendidos nas investigações policiais. O investimento total no projeto foi de R$ 970 mil.

    "Hoje em dia, quase todos os crimes deixam pistas em computadores ou celulares", afirma o chefe do serviço de perícia de engenharia do ICCE, Wellington Silva Filho. "Às vezes, até um homicídio pode ser esclarecido por meio desse tipo de análise."



    Apesar disso, o instituto não contava com estrutura específica para a perícia digital até a inauguração do laboratório. Em busca de informações relevantes, os profissionais tinham que vasculhar os computadores manualmente, abrindo arquivo por arquivo.

    "Uma coisa simples às vezes levava 20 ou 30 dias", lembra o perito.

    Segundo Silva Filho, o uso de equipamentos e softwares específicos para investigação digital forense diminuirá esse tempo e garantirá resultados mais acurados.

    Jaime Rodrigues, gerente da TechBiz Forense Digital, responsável pela venda dos equipamentos ao ICCE, afirma que alguns dos itens que formam o novo laboratório são os mesmos utilizados pelas polícias federais do Brasil e dos Estados Unidos.

    As estações de trabalho, equipadas com um software batizado de EnCase, são capazes de processar e analisar diversas máquinas simultaneamente em busca de informações específicas.

    Um outro equipamento, portátil, permite aos peritos fazer duas cópias de um disco rígido a uma velocidade média de 3 Gbytes por minuto.

    Outro equipamento adquirido emite, em poucos minutos, um laudo completo sobre um celular apreendido, identificando, sem que o aparelho seja sequer ligado, os contatos da agenda, as últimas chamadas realizadas e outras informações. Até mesmo dados apagados pelo usuário podem ser recuperados.

    O laboratório conta ainda com um software que faz uma varredura em computadores atrás de imagens pornográficas, o que, na opinião de Silva Filho, irá facilitar o combate à pedofilia.

    "O software compara os arquivos encontrados com uma base de dados de pedofilia e, se houver semelhanças de cor, textura, formas e profundidade, ele acusa. Aí o perito tem que analisar apenas esses arquivos para eliminar o falso positivo", explica Rodrigues.

      Data/hora atual: Ter Nov 21, 2017 6:56 am